UX no Seminário de Metodologia do IBGE

Esta foi a apresentação do artigo em co-autoria com a Patricia Tavares para o 3º Seminário de Metodologia do IBGE. O SMI foi realizado nas instalações do Centro de Documentação e Disseminação de Informações (CDDI) do IBGE no Rio.

O tema do evento foi “Desafios e oportunidades para a obtenção de dados“. Conferencistas nacionais e internacionais de reconhecida competência no tema principal participam do evento.

O Seminário de Metodologia do IBGE – SMI é um evento organizado anualmente pelo IBGE e tem por objetivo propiciar espaço e oportunidade para discussão e reflexão sobre os avanços, desafios e perspectivas da metodologia relacionada à produção de informações.

Também participou do SMI 2014 a minha ex-aluna da PUC-Rio Monique Tavares de Oliveira com o seu primoroso trabalho “Exitus: Interface Amigável para Questionários Utilizando Tablets em Entrevistas Estruturadas”, também abordando o tema da UX na coleta automatizada de dados em pesquisas com dispositivos de mão.

Palestra sobre Usabilidade e e-Gov no IBGE



Pasmem! Somente agora tive duas horinhas livres, em meio às comemorações de final de ano, para resgatar, editar e fazer upload neste este vídeo esquecido durante um bom tempo. Uma palestra proferida por mim em parceria com a analista de sistemas Patricia Tavares no auditório do IBGE (av. Chile). Temas: Usabilidade e Governo Eletrônico: a cartilha de usabilidade do Governo Federal – Padrões Brasil E-Gov. Aconteceu no dia em que se comemorava o World Usability Day.

Se você gostou deste post, também deverá gostar deste aqui. E destes outros aqui também.

Trabalho aprovado no HCI 2011 International, Orlando USA

HCI 2011 International, Orlando USA

Este nosso paper foi aprovado para publicação nos anais do Congresso Internacional de Interação Humano-Computador que acontecerá agora na Flórida, USA. Segue aqui em primeira mão o abstract e a cópia dos autores. Link nos Anais no Google Books.

Abstract. This article aims to present the method of usability evaluation called Scenario and Task Based Interviews (STBI). The method was proposed to add flexibility to field usability testing, so that they could be applied to the context of The Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE). IBGE is the institute of Brazilian central Administration that performs the Census and other important official demographic and economic data collection. This evaluation technique was specifically designed to be implemented with the participation of interviewers who use PDA (personal digital assistants) to perform data collection for statistical research in Brazil. The authors analyzed the usability of the application developed for PDA to support the Continuous National Household Sample Survey (Continuous PNAD). The method proposed in this paper represented a mix of four approaches to usability evaluation.

Keywords: usability, PDA, method, data collection, interaction design,
statistics

http://platform.twitter.com/widgets.js

Palestra durante o World Usability Day (2)

Esta é a primeira parte da apresentação que fizemos ontem no IBGE, no auditório da Av. Chile, para marcar o World Usability Day 2010 , com a presença de diversos servidores da casa, de vários departamentos, e alguns visitantes de fora como alunos da PUC-Rio, Petrobras, NIC.Br, e Agência Nacional de Saúde (ANS).

Sites do governo na berlinda

Estudantes de design estão coletando análises de profissionais de usabilidade e arquitetura e informação sobre os sites governamentais brasileiros mais utilizados no país.

A proposta é reunir orientações e propostas para tornar mais simples alguns dos sites governamentais. A iniciativa faz parte do World Usability Day 2010. Para isso, foram selecionados os quatro sites governamentais mais acessados no Brasil: o site da Caixa Econômica Federal, o do Governo do Estado de São Paulo, o do Ministério da Fazenda e o do Tribunal Superior Eleitoral.

A pesquisa está sendo organizada pelos alunos da pós-graduação de “Ergodesign de
Interfaces: Usabilidade e Arquitetura da Informação
” da PUC-Rio, turma 2010, e pode ser acessada na seguinte página: http://www.egovbr-wud2010.org/. Vamos apoiar!

Palestra durante o World Usability Day

Palestra no IBGE no World Usability Day

Esta palestra está programada para acontecer no IBGE (Rio de Janeiro) no mesmo dia em que se comemora, internacionalmente, o World Usability Day (WUD 2010). Se você estiver passando pelo centro da cidade na ocasião, e se interessar, apareça por lá. Os meus três leitores do blog estão convidados, bastando para isso se identificar na portaria. Será uma honra para nós recebê-los!

Apresentação: Luiz Agner e Patricia Tavares
Data: 11/11/2010 (quinta-feira)
Hora: 15 horas
Local: Av. República do Chile, 500, 2o andar (auditório do IBGE)

TÍTULO:
PADRÕES BRASIL E-GOV: CARTILHA DE USABILIDADE DO GOVERNO FEDERAL

RESUMO
A Cartilha de Usabilidade do Governo Federal, lançada pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação, fornece recomendações de boas práticas na área digital, com o objetivo de aprimorar a comunicação, o fornecimento de informações e serviços prestados por meios eletrônicos pelos órgãos do Governo Federal.

A cartilha, a ser apresentada e comentada, se propõe a ser um guia na aplicação da usabilidade em sítios da administração pública de forma clara e descomplicada. No seminário, serão apresentadas recomendações de usabilidade descritas de forma prática e aplicável, assim como orientações sobre como realizar testes de usabilidade.

A usabilidade (facilidade de uso) deve ser observada em todas as interfaces do governo com o cidadão. A palestra também mostrará uma metodologia de testes de usabilidade realizados no contexto de aplicativos de coleta de dados domiciliares do IBGE.

Como informa a própria cartilha, a usabilidade é uma disciplina indispensável para que as informações e serviços prestados pela Administração Pública Federal sejam desenvolvidos e mantidos de acordo com as expectativas e necessidades do cidadão – para que este se utilize das informações e serviços de forma plena e satisfatória.

Padrões Brasil e-Gov: saiu a Cartilha de Usabilidade do Governo Federal

Já está disponível para download gratuito a Cartilha de Usabilidade do Governo Federal, com a qual colaborei como revisor técnico de sua primeira versão. Ela pode ser baixada em pdf de http://www.governoeletronico.gov.br/biblioteca/arquivos/padroes-brasil-e-gov-cartilha-de-usabilidade, juntamente com outros recursos importantes, como a Cartilha de Redação Web. O texto a seguir foi retirado da apresentação do próprio documento. Abre aspas:

“Essa cartilha propõe ser um guia na aplicação da usabilidade em sítios da administração pública de forma clara e descomplicada.

A usabilidade é uma disciplina indispensável para que as informações e serviços prestados pela Administração Pública Federal sejam desenvolvidos e mantidos de acordo com as expectativas e necessidades do cidadão e para que este se utilize das informações e serviços de forma plena e satisfatória.

É importante lembrar que, apesar de serem recomendações voltadas ao desenvolvimento de sítios, estas servem perfeitamente ao desenvolvimento de qualquer aplicativo desenvolvido pelo governo. A usabilidade, a facilidade de uso, deve ser observada em todas as interfaces do governo com o cidadão.”

Aleluia, irmãos!!

Padrões Brasil e-Gov: saiu a Cartilha de Redação Web

O Governo Eletrônico (e-Gov) publicou a sua cartilha Padrões Brasil de Redação para Web.

Os documentos produzidos pelo e-Gov não são regras, e sim um conjunto de sugestões de como a web no Brasil pode ficar ainda melhor, a começar pelos sites do próprio governo. Poucos são os países que realmente se preocupam com a relação com seus cidadãos via internet – Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia e Canadá são exceções. Fazemos agora parte deste time.

Segundo Bruno Rodrigues, o autor do conteúdo desta Cartilha de Redação (ou webwriting): “Dizer que estamos dando um passo significativo com a criação de padrões para a web é pouco. Para a nossa relação com os governantes, é muito mais que isso, pois, a partir daí, tudo pode mudar. Para o mercado brasileiro de Comunicação Digital, é um avanço que não imaginávamos que seria feito tão cedo…”

A cartilha de webwriting deve ser usada como referência, tanto pelos órgãos públicos como pelo mercado, e está disponível para download gratuitamente no link: www.governoeletronico.gov.br/biblioteca Confira!

Cartilha de usabilidade do Governo Federal

O Governo Federal está lançando uma cartilha de usabilidade para guiar os sites da administração pública, que está na internet para sugestões.

Trata-se de uma iniciativa do Depto. de Governo Eletrônico que está trabalhando no esforço para a elaboração dos Padrões Brasil E-Gov. Eu ajudei na revisão técnica preliminar. O texto está agora aberto à consulta pública, e acho importante que os leitores do blog, especialistas, profissionais e pesquisadores se posicionem e dêem sua contribuição à cartilha.

Para contribuir, é necessário acessar o site da consulta pública.

Testando o instrumento de mão do Censo 2010

Apresentação realizada no I Encontro de Teste de Software para o Censo Demográfico 2010 / IBGE.

Quase todos os países fazem os seus censos demográficos, em cada década, contando seus habitantes e gerando dados para identificar características (idade, sexo, cor, religião, educação, trabalho, migração, entre outras), conhecer as condições de vida da população e seu desenvolvimento socioeconômico, e para desenhar um retrato exato da realidade nacional.

O Censo Demográfico 2010, a ser conduzido pelo IBGE, será uma colossal operação de coleta de dados, mobilizando um enorme conjunto de pessoas desde a fase de planejamento até a divulgação dos resultados. 200 milhões de cidadãos serão pesquisados em aproximadamente 60 milhões de domicílios, localizados em 5.565 municípios. Cerca de 190 mil pessoas serão contratadas para os trabalhos de pré-coleta e coleta de dados, supervisão, apoio administrativo, informática e apuração dos resultados do Censo 2010.

Na realização do Censo, serão desenvolvidas duas etapas primordiais de trabalho: a Pré-coleta e a Coleta de Dados, utilizando centenas de milhares de dispositivos móveis de coleta de mão (os PDAs). A operação da Pré-coleta é a primeira atividade de campo do Censo. Visa atualizar as informações relativas à área de trabalho do recenseador (mapas dos setores censitários e o cadastro de endereços), para a etapa da Coleta de Dados.

Para dar suporte ao trabalho da Pré-coleta, o IBGE desenvolveu um aplicativo que roda no dispositivo de mão, em Windows Mobile. Em Rio Claro (SP), local onde foi realizado uma edição experimental do Censo, apliquei uma série de testes de usabilidade e entrevistas com o apoio dos usuários-finais, para avaliar a adequação e facilidade de uso e aprendizado do aplicativo. Com base nos princípios heurísticos de Jakob Nielsen, o aplicativo foi testado e os resultados apresentados no I Encontro de Teste de Software do IBGE (ver slides).

Apresentação realizada no I Encontro de Teste de Software para o Censo Demográfico 2010 / IBGE.