Material de IHC disponível no site do Massachusetts Institute of Technology – MIT

Oi pessoal !

A dica hoje é um material de interação humano-computador disponibilizado pelo Massachusetts Institute of Technology – MIT. O acesso é gratuito (zero-oitocentos) e não requer nenhum cadastro.

O MIT é uma das melhores instituições de ensino do mundo e sua iniciativa visa democratizar a educação de alta qualidade através da tecnologia.

Também está disponível o conteúdo acadêmico de mais de 2.000 cursos de outras áreas como música, ciências políticas, biologia, entre outros.

Não são cursos on-line, mas são boas fontes de consulta!

[Patricia Tavares]

A usabilidade em sites de comércio eletrônico

As transações comerciais via internet (e-commerce) vem crescendo nos últimos anos, tendendo cada vez mais para os dispositivos móveis (m-commerce). A vantagem do m-commerce é a facilidade de se obter as informações a qualquer hora, em qualquer lugar (acesso 24/7 – 24 horas por dia, 7 dias por semana), com a facilidade do transporte (mobilidade) por causa da comunicação através da tecnologia sem fio.

Segundo o Comitê Gestor da Internet – CGI.br,  houve um crescimento do acesso a internet pelo celular: em 2010, 6% dos brasileiros acessavam a internet e este número aumentou para 17% em 2011. Isso mostra a aceitação do comércio eletrônico no Brasil, sendo que a população mais jovem (de 16 a 24 anos) mostrou maior preferência pelo acesso a internet móvel.

A conveniência de comprar sem se deslocar até uma loja física às vezes é mais econômica, uma vez que o preço de produtos adquiridos na Internet pode ser menor. Mas é evidente que algumas particularidades nos equipamentos móveis (telas e teclados reduzidos; a conexão pode oscilar de lenta a indisponível, dependendo do local) devem ser observadas. O carregamento lento das páginas ou problemas com a navegação do site podem deixar o usuário frustrado, portanto a usabilidade é uma consideração deve ser prevista no desenvolvimento de tais projetos.

Sendo assim, para manter o consumidor on-line, as empresas estão investindo em usabilidade. Uma pesquisa realizada na Grâ-Bretanha investigou 20 sites em 2010 aplicando diretrizes de boas práticas de usabilidade e acessibilidade em comércio eletrônico. Vale a pena olhar essas diretrizes de usabilidade e acessibilidade apresentadas nestes relatórios.

Fica a dica!

[Patricia Tavares]

Tweet

Artigo: a usabilidade do jornalismo para tablets

Este post apresenta um artigo já aprovado para apresentação no 12. Congresso Internacional de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces Humano-Computador – 2012.

As telas sensíveis ao toque hoje difundem notícias, fotos, infográficos, ilustrações, charges, anúncios, crônicas e editoriais que se tornaram dinâmicos, com a inclusão de áudio de qualidade, vídeos, animações, vibrações e fotografias manipuláveis, tudo com grande apelo estético e visual.

O modelo de interação sensível aos gestos, adotado por essas máquinas, levanta a promessa de revolucionar a recepção e os requisitos de produção da linguagem jornalística.

Este artigo tem o objetivo de iniciar a discussão de alguns aspectos de uma pesquisa em curso, que procura centrar-se na recepção e no consumo de novas formas de apresentação da informação jornalística, disseminadas com a introdução de tecnologias de interação baseada em gestos — discutindo-as e problematizando-as a partir da incorporação de conceitos e métodos de avaliação multidisciplinares.

Leia o artigo completo aqui:
Usabilidade do Jornalismo para Tablets: Uma Avaliação da Interação por Gestos em um Aplicativo de Notícias