Algumas considerações teóricas e práticas sobre arquitetura de informação

E-Book "Múltiplas Facetas da Comunicação e Divulgação Científicas" (IBICT)

Em um artigo, publicado como capítulo do e-book Múltiplas Facetas da Comunicação e Divulgação Científicas, editado pelo IBICT, e disponibilizado recentemente para download, apresento um resumo de diversos aspectos da teoria, prática e pesquisa em arquitetura de informação (AI). A área de AI tem se configurado hoje como um emergente território de atuação para diversos especialistas, como bibliotecários, designers visuais, administradores, jornalistas e publicitários, além de ser um campo de pesquisa acadêmica que surge em face da crise contemporânea da explosão de dados (information overload). O artigo apresenta conceitos e definições da Arquitetura de Informação, seus componentes, seu framework, suas técnicas de pesquisa (como, por exemplo, o cardsorting), além de modelos de busca da informação de usuários através dos hipertextos.

Agradeço às professoras Lena Vania Ribeiro Pinheiro e Eloisa Príncipe de Oliveira pelo convite para participar desta publicação do seu grupo de pesquisa do IBICT.

Download do e-book do IBICT – artigo: Algumas considerações teóricas e práticas sobre arquitetura de informação.

Se você gostou deste post, provavelmente também gostará destes.

Material de IHC disponível no site do Massachusetts Institute of Technology – MIT

Oi pessoal !

A dica hoje é um material de interação humano-computador disponibilizado pelo Massachusetts Institute of Technology – MIT. O acesso é gratuito (zero-oitocentos) e não requer nenhum cadastro.

O MIT é uma das melhores instituições de ensino do mundo e sua iniciativa visa democratizar a educação de alta qualidade através da tecnologia.

Também está disponível o conteúdo acadêmico de mais de 2.000 cursos de outras áreas como música, ciências políticas, biologia, entre outros.

Não são cursos on-line, mas são boas fontes de consulta!

[Patricia Tavares]

Usabilidade dá retorno ao seu investimento



A autora deste vídeo, a Dra. Susan Weinschenk, tem mais de 30 anos de experiência como consultora internacional e é chefe de Estratégia UX para as Américas da Human Factors Internacional. Suas áreas de especialização incluem design de interface persuasivo, neuropsicologia, design centrado no usuário e diferenças geracionais.

Um interessante artigo dela também pode ser baixado por aqui. Este mostra como identificar o que ela chama de Executive Usability Champion na sua organização.

http://platform.twitter.com/widgets.js

45 e-books grátis em PDF

45 e-books para download grátis em PDF

Com a avassaladora e inevitável invasão dos tablets e leitores de e-books está na hora de você começar a formar a sua biblioteca digital de qualidade. Aqui tem uma série de 45 e-books em PDF ou HTML para download gratuito. Uma sequência de muitas horas de boa leitura sobre os seguintes temas: usabilidade, web design, fontes digitais, UX, apps para iPhone, interfaces, javascript, acessibilidade, SEO, criatividade digital, etc, etc…
Aproveitem!:
http://speckyboy.com/2011/01/12/45-free-ebooks-for-developers-and-designers/

45 e-books para download grátis em PDF

http://platform.twitter.com/widgets.js

Padrões Brasil e-Gov: saiu a Cartilha de Usabilidade do Governo Federal

Já está disponível para download gratuito a Cartilha de Usabilidade do Governo Federal, com a qual colaborei como revisor técnico de sua primeira versão. Ela pode ser baixada em pdf de http://www.governoeletronico.gov.br/biblioteca/arquivos/padroes-brasil-e-gov-cartilha-de-usabilidade, juntamente com outros recursos importantes, como a Cartilha de Redação Web. O texto a seguir foi retirado da apresentação do próprio documento. Abre aspas:

“Essa cartilha propõe ser um guia na aplicação da usabilidade em sítios da administração pública de forma clara e descomplicada.

A usabilidade é uma disciplina indispensável para que as informações e serviços prestados pela Administração Pública Federal sejam desenvolvidos e mantidos de acordo com as expectativas e necessidades do cidadão e para que este se utilize das informações e serviços de forma plena e satisfatória.

É importante lembrar que, apesar de serem recomendações voltadas ao desenvolvimento de sítios, estas servem perfeitamente ao desenvolvimento de qualquer aplicativo desenvolvido pelo governo. A usabilidade, a facilidade de uso, deve ser observada em todas as interfaces do governo com o cidadão.”

Aleluia, irmãos!!

Padrões Brasil e-Gov: saiu a Cartilha de Redação Web

O Governo Eletrônico (e-Gov) publicou a sua cartilha Padrões Brasil de Redação para Web.

Os documentos produzidos pelo e-Gov não são regras, e sim um conjunto de sugestões de como a web no Brasil pode ficar ainda melhor, a começar pelos sites do próprio governo. Poucos são os países que realmente se preocupam com a relação com seus cidadãos via internet – Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia e Canadá são exceções. Fazemos agora parte deste time.

Segundo Bruno Rodrigues, o autor do conteúdo desta Cartilha de Redação (ou webwriting): “Dizer que estamos dando um passo significativo com a criação de padrões para a web é pouco. Para a nossa relação com os governantes, é muito mais que isso, pois, a partir daí, tudo pode mudar. Para o mercado brasileiro de Comunicação Digital, é um avanço que não imaginávamos que seria feito tão cedo…”

A cartilha de webwriting deve ser usada como referência, tanto pelos órgãos públicos como pelo mercado, e está disponível para download gratuitamente no link: www.governoeletronico.gov.br/biblioteca Confira!

AI: Ferramentas de prototipação, análise de tarefas e logs

Merlin – Kmade
A ferramenta KMADE apóia a edição e análise de árvores hierárquicas de tarefas e pode ser baixada gratuitamente no site do Projeto Merlin (Methodes pour lÉrgonomie des Logiciels Interactifs), mantido pelo INRIA (Institut National de Recherche en Informatique et en Automatique).
http://www-rocq.inria.fr/merlin/kmade/

Denim
Para a prototipagem e modelagem de websites, a ferramenta Denim é uma alternativa e pode ser obtida gratuitamente no site da Universidade de Washington. Suporta os designers nos estágios iniciais do projeto de um sistema, com diferentes níveis de refinamento nos sketches.
http://dub.washington.edu/projects/denim

16 Ferramentas de Prototipagem
Link de um artigo que apresenta e analisa 16 ferramentas para prototipagens e wireframes de sites, todas com seus preços, inclusive algumas gratuitas ou 30 dias. Com os respectivos links.
http://www.sitepoint.com/article/tools-prototyping-wireframing/2/

Wireframes
Este é um blog com inúmeros exemplos de wireframes, modelos e de sketches (até de papel e lápis). É a base do projeto da ferramenta FLUIDIA (http://www.fluidia.org/) em desenvolvimento para a prototipação de interfaces com o usuário.
http://wireframes.linowski.ca/

UseMonitor
Pretende ser a primeira ferramenta de análise de logs voltada para a produção de medidas de usabilidade: UseMonitor. Implementa a análise de dados de log segundo uma abordagem orientada a tarefas. Em desenvolvimento da versão beta.
http://www.labiutil.inf.ufsc.br/testeUsemonitor.html