Mais resenhas na blogosfera

Volta e meia, eu encontro na web uma nova resenha escrita sobre o meu livro “Ergodesign e Arquitetura de Informação” (Quartet, 2006). Esta aqui (que tomei a liberdade de reproduzir) foi feita por Rafael Rez Oliveira, no blog Ex Vertebrum. Obrigado, Rafael !!


Abre aspas:

Luiz Agner é o primeiro autor brasileiro a dedicar um livro inteiro ao tema da Arquitetura da Informação. A abordagem utilizada por Agner é simples e direta: relaciona o ergodesign (projeto de design baseado na ergonomia) com o design da informação em diversos capítulos curtos, cada um abordando um tema específico.

A AI é derivada das disciplinas de IHC (Interação Humano Computador) e da Biblioteconomia, valendo-se também da capacidade dos designers de organizar visualmente os sistemas de informação. O profissional que consegue reunir estas habilidades é o Arquiteto da Informação.

Agner se vale de uma linguagem jovem, não-acadêmica e descontraída para tornar o tema mais simples de compreender, e neste questito ele obtém muito sucesso. O livro foi muito bem recebido tanto por profissionais da área quanto por acadêmicos e pesquisadores, que passam a contar com uma bibliografia de apoio mais completa.

Li o livro todo numa só noite, numa tacada só, o que comprova a facilidade de absorvê-lo, mas é bom obeservar que nem por isso o livro é superficial. Agner se esforçou muito para conseguir fazer dele uma ferramenta de aprendizado completa.

Alguns trechos do livro estão disponíveis em forma de artigos no WebInsider.

Fecha aspas.

Prêmio IDEA/Brasil abre inscrições

O Brasil terá uma versão do IDEA, prêmio de design promovido há 30 anos pela IDSA (Industrial Designers Society of America), e patrocinado pela revista Business Week.

Designers, empresas, indústrias e estudantes têm até o dia 7 de março de 2008 para realizarem as inscrições para o IDEA/Brasi (Internacional Design Excellence Award), que premiará com 18 categorias em três níveis de excelência ouro, prata e bronze.

O prêmio é organizado pela ONG Objeto Brasil, tem co-realização da Revista Época Negócios e promoção da ABEDESIGN – Associação Brasileira das Empresas de Design e da APEX- Brasil – Agência de Promoção de Exportação e Investimento. Os interessados deverão fazer suas inscrições pelo site www.ideabrasil.com.br até o dia 7 de março de 2008.

Consulta pública de padrões de acessibilidade para e-Gov

A Fernanda Hoffman, do departamento de Governo Eletrônico, assistiu à minha palestra e fez este pedido que eu repasso aos leitores deste blog. Não deixem de baixar, analisar e comentar a proposta de guidelines de acessibilidade para sites, que já está em consulta pública. Os Padrões Brasil e-GOV vão ser uma série de guias para orientar o desenvolvimento de sites da administração pública e melhorar a sua qualidade para a população.

O endereço é https://www.governoeletronico.gov.br/consulta-publica, Consultas em andamento, Recomendações para Codificação de páginas, sítios e portais. A consulta vai até 12 de fevereiro.

No ano de 2008, outras guias também vão entrar em consulta pública: mais especificamente sobre conteúdo/informação, usabilidade e design. Fique ligado.

O design das coisas do futuro

Design of future things - Capa

Nesta entrevista realizada por Peter Merholz, Don Norman fala de seu novo livro, o Design das Coisas do Futuro. Norman comenta, entre outros temas, a atual popularização dos termos usabilidade, design centrado no usuário, design de experiência, e interação humano-computador, criticando a descaracterização e a perda de seus significados originais, a partir da sua apropriação pelo mercado. [Ouça o podcast]

Donald Norman foi um dos fundadores do campo da Ciência Cognitiva e foi professor desta disciplina na Universidade da California, San Diego. Também é professor do Mestrado em Design e Inovação na Northwestern University. Seus trabalhos são, na maior parte, sobre engenharia de usabilidade. Trabalhou na Apple e HP, e fundou o Nielsen Norman Group, a consultoria de usabilidade que inclui Jakob Nielsen e Bruce “Tog” Tognazzini. Norman atualmente divide seu tempo entre consultorias, seus livros e o magistério.

Link relacionado – UX Week 2008