Interação humano-algoritmo

A interação humano-algoritmo surgiu recentemente como uma nova fronteira de estudos envolvendo design de interação e ergonomia de interface. Este trabalho visa discutir a eficácia e a comunicabilidade dos sistemas de recomendação de conteúdos em streaming, baseados no aprendizado de máquina, do ponto de vista do modelo mental dos usuários.

No artigo, examinamos as práticas de consumo de conteúdo na plataforma Netflix, identificando alguns aspectos sensíveis da interação com algoritmos de recomendação. Foram aplicadas entrevistas semi-estruturadas a uma amostra de alunos de três universidades diferentes do Rio de Janeiro.

Percebemos que os entrevistados em geral não compreenderam como o sistema funciona e não formaram um modelo mental adequado sobre os dados rastreados e processados para criar listas personalizadas.

Outra questão diz respeito à privacidade: os usuários demonstraram suspeitas a respeito dos algoritmos e o que poderia acontecer com os seus dados de uso, não apenas na plataforma Netflix, mas em outros serviços que utilizam recomendação baseada em algoritmos.

As respostas dos entrevistados sugeriram que pode haver falhas de comunicação. Portanto, designers de UX devem se esforçar para tornar mais claro como o sistema rastreia e processa os dados das interações.

Trabalho para o congresso HCII 2020 (prova de autor/ pre-print).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s